Erro

Eu sou feio demais
E então talvez demasiado chato
Ou incrivelmente azarado
Mas com certeza solitário

Ninguém é capaz de me querer?
Difícil de acreditar
Mas só parece ser verdade
Sonhar é igual a sofrer e viver é igual a sonhar

Eu tenho tanto
Mas a única coisa que eu quero
É (in)justo o que eu quero ter.

Se for me impossível
Pra quê viver?
Por que ser criado?

Não que eu esteja reclamando de Deus
Eu só queria entender a lógica
Até por que não querendo eu já não seria mais eu

Viver nesse mundo
Cercado de sonhos
Sonhos que não posso possivelmente alcançar
Que fiz para merecer tal castigo?

Todos podem ter o que eu quero
Por mais que eu tente mais
E tem com facilidade

É tão infeliz que o que eu quero dependa da vontade alheia
Por que ninguém nesse mundo é capaz de me querer
Existe o livre arbítrio
E então existe esse arbítrio comum de se afastar de mim

Eu nunca vou encontrar amor
E eu nem posso destruir o mundo pra me vingar!

Seria eu um erro de Deus?