O Fator Eu

Desligar a culpa
Esquecer a auto-humilhação
E a comiseração

Apagar a ardência com um extintor
Preciso fazer isso pra poder continuar

Me perdoar
Me perdoar
Me perdoar me perdoar

As vezes em que fiz nada
E que depois quis ter feito

As vezes em que fiz coisas
Que depois achei meio ”méh”

Comprar um cachorro
E um cercado
Pra impedir os arrependimentos de tomarem meu cuore

Soldar as arestas
Moldar o futuro com base no que é bom do passado
E não das minhas cafagestagens comigo mesmo
E as trapaças com minhas chances

Me perdoar por já ter agido mal
Por ter sido um bully sem-querer
Por ter magoado…

Por não ter ajudado quando deveria
Ter sido egoísta
A ponto de achar que só eu importo

Então, Nim, me perdôa, por favor!

Anúncios

Dor

Mesmo que a dor seja tão grande
Amo-a
Pelo menos ela me faz companhia
E me mostra o quanto eu estou vivo
O quanto sou humano
O quão quero o que quero
Por isso, amo-te dor
Mesmo que eu deseje desesperadamente que se acabe

Esquecer

Como esqueço um amor que não me quer
Cubro as pegadas deixadas no meu coração
E exalo o cheiro que meus sensos gravaram?
Tantos sonhos não vividos trancados
Quebrando minha vida a cada segundo que passa
Pedaços de mim que foram com você
Preciso me devolver a mim mesmo
Acatar as ordens da sobriedade
Exilar o amor de meu peito
Censurar as ordens do sentimento
Estou exasperado de esperar
Preciso parar de te lembrar
Mas como o amor é liberto?
Como eu esqueço que você é tudo?
Como faço com que alguma coisa além de você passe a existir pra mim?
Não quero, me pega em seus braços
Preciso ter força, apaga essa estrofe
Morrer, parece ser a única saída
Posso ensinar meu coração a usar o apagador?
O botão de deletar que devia existir
Onde, Deus, onde está?
Eu preciso do seu amor
Eu necessito, entretanto, não precisar
Se isso for possível
Eu preciso…
o que eu estava dizendo mesmo?

Faz-Me Aceitar o Que Não Posso Mudar E Ser Quem Devo Ser Enquanto Eu Escrevo e Peço Agora

Faz-me
que aceite o que é inviável mudar
aceitando que eu não posso desfazer/fazer/criar/mudar
Faz isso agora

Me ilumina
pra que eu viva mais em mim
e menos num depósito de esperança no futuro

Arranca!!!
essa insegurança que é minha marca de nascença
faz de mim autosuficiente

Permite…-me
Aceitar tudo que passou
E tudo que eu deixei passar
E permite-me deixar passar o que ainda é necessário deixar passar

Ajuda eu a esquecer
Ajuda esse ser de reconsideração a não pensar
Não me importar com o tempo passando

Acaba com o tempo
que tic-taqueia na minha mente
dizendo que juventude é uma água que corre abaixo e seca
faz eu pensar coisas melhores

Me faz me mudar
Ser meu próprio repositório
Parar de desesperada e exageradamente lutar em vão para simplesmente viver
viver… viver… viver

Aceitar o mundo como é, faz
aceitar a vida, a minha vida, como ela é
esperar sem gritar por dentro

Me obsequiosamente ajuda
a parar de focar no futuro
estar no presente
(que é um presente, afinal)
sentir e não só ver como a vida é milagrosamente maravilhosa

Extirpa
Esse sangue coagulado de não-realização que é a crosta de meu ser
Me deixa parar de sentir mágoa
Faz a injustiça sair de minha linha de raciocínio

Me faz ser eu
Só assim eu poderei (realmente) viver

Erro

Eu sou feio demais
E então talvez demasiado chato
Ou incrivelmente azarado
Mas com certeza solitário

Ninguém é capaz de me querer?
Difícil de acreditar
Mas só parece ser verdade
Sonhar é igual a sofrer e viver é igual a sonhar

Eu tenho tanto
Mas a única coisa que eu quero
É (in)justo o que eu quero ter.

Se for me impossível
Pra quê viver?
Por que ser criado?

Não que eu esteja reclamando de Deus
Eu só queria entender a lógica
Até por que não querendo eu já não seria mais eu

Viver nesse mundo
Cercado de sonhos
Sonhos que não posso possivelmente alcançar
Que fiz para merecer tal castigo?

Todos podem ter o que eu quero
Por mais que eu tente mais
E tem com facilidade

É tão infeliz que o que eu quero dependa da vontade alheia
Por que ninguém nesse mundo é capaz de me querer
Existe o livre arbítrio
E então existe esse arbítrio comum de se afastar de mim

Eu nunca vou encontrar amor
E eu nem posso destruir o mundo pra me vingar!

Seria eu um erro de Deus?

Bons Tempos

amor sexo
Eu te amo
Isso não tem mais o direito de ser verdade
Menos ainda uma verdade tão intensa
Que me fez chorar uma vida inteira
Não faz sentido o emaranhado
Tentar organizar só machuca
Passado louco de doces e trevas
Bons tempos e terrível final
Você me despertou
Pra quê?
Tinha que me colocar na fogueira!
Tinha que apagar qualquer coisa de bom que pudesse haver!
Mas eu te amo
Desgraça insana
Queria poder contar o passado
Que ele tivesse um valor
Que eu pudesse me acalmar
Que ter tido fosse o suficiente
Mas não, eu quero ter no presente
O que eu quero não importa pra você
Então me pergunto por que você me querer me é tão importante
E é uma pergunta retórica
Eu te amo como ninguém deveria ser amado
Minha lógica me diz que você deveria me amar
Mas todo o resto só faz me sufocar
Você se foi
Eu não deveria sofrer por isso
Mas só sei pensar em onde está você
Se está feliz… pois eu não
Se está triste… pois meu amor é vingativo
Me tornei a pessoa que nunca quis ser
Desejando mal ao que não posso ter
Se eu ao menos pudesse tirar isso daqui
Apareça
Eu te perdoei
E eu não me perdôo por isso
Mas eu ignoro esse sentimento
Me dê um pedacinho de você de novo
Estou me humilhando
Por que não espero mais grande coisa
Eu só espero que não negar nem um pouco meus sentimentos me leve a algum lugar
Eu não me canso de te amar
E eu me canso mas não paro de sofrer
Amor não-correspondido
Qual a lógica divina de algo assim?
Só consigo pensar nos nossos momentos juntos
São memórias tão felizes, mesmo que no momento não fossem
Só penso em retomar isso
Mas passados não voltam
Parece
que
pra mim
só existem
Maus tempos. Continuar lendo

Apaixonado

Eu sou o romântico
Eu sonho romance
Eu busco seu eu em mim
Eu vejo seu eu nos meus olhos no espelho

Quero acordar vendo teus contornos contra o matiz matinal
Arrumar a cama impregnada de memórias
Compartilhar o banheiro
Sair pra voltar pra onde estávamos antes depois

Cuidar de você
Ser quem você tem te esperando sempre
Ser quem te ajuda a ser quem você é
Ser a pessoas de quem você aceita o amor

Me olhar e ver seus rastros invisíveis em mim
Só eu posso sentir
Me envolvendo, me tornando seu
Me tornando feliz

Falar sobre a vida, o que estivemos fazendo
Cotidiano de casal
Vida de gente
Felicidade de humano, amor

Ter você sempre à mão
Logo ali do lado
Todo dia reatando nossos laços
Revigorando-nos nessa fonte especial exclusiva

Sobrevivendo no mundo fatal
Nos apoiando um no outro com braços ternos
Uma verdadeira muralha de proteção
A verdadeira noção de família

Sendo bom demais pra mim pra crer
Meu coração nunca mais vai desacelerar
Meus olhos agora sempre irão brilhar
Meu corpo sempre vai pedir por mais

Aproveitamos juntos uma diversão
Momentos para pra sempre serem lembrados
Amor para sempre compartilhado
Decisões nos uniram e as abençoamos
E nos abençoamos

Voltamos a nos entregar à inconsciência
Juntos. Sempre juntos. Para sempre juntos.
Ver como última coisa você é tanto!
E estará aqui quando acordarmos juntos.

Até que a morte… venha…

Vem!

Eu posso
Então vem e me deixa te mostrar
O que és ainda cego e falho pra ver

Te esguicharei fogo
Esmiuçarei todos os seus desejos como um telepata
E então gritará na língua do seu prazer

Doparei seus sentidos com meus carinhos
Esfaquearei sua crença de que existe um mundo logo ali
Pensará no que havia antes sem nem ter certeza de que aquilo é real

Eu vou te jogar com tanta força que você vai gritar socorro
Com gemidos e espamos e saliva e suor e sangue correndo para partes do corpo
E eu vou te socorrer com um beijo fatal para desprazeres

Pedirás mais e advinha? Terás
Até chegar ao seu sol que rege aí dentro
Seus hormônios se apaixonarão por mim
Eu prometo

Te darei tanto prazer quanto você seria capaz de imaginar se você tivesse uma mente infinita
Portaremo-nos como feras selvagens muito mal domesticadas por sinal, mas muito felizes também
Seu sexo dirá que nunca viu coisa melhor

Coisas fálicas vão enlouquecer no momento
Eu prometo

Vou te colocar fogo
Estuprar seus instintos benéficamente
Confirmar a divindade da alma
Pecar sem ser pecado

Eu vou destruir isso que você chama de tédio
Fazer tu seres uma exclusividade minha
Tornar teu tesão um pertence meu
E então só restará amor.

Mentira

Eu te amo
Não ame
Te Quero
Pare de se dopar
Você é tudo pra mim
Você é tudo pra si mesmo
Eu te amo, meu amor
Sou sua consciência, me ouça
Minha vida é você
Sua vida não é de ninguém
Tudo que eu quero nessa vida
É o que não te quer
Me ame, por favor
Suplicando ao sol que se torne quadrado
Impossível você não me amar!
Só o que você crê é verdade, o mundo não é assim
Sofrendo, me deformando em angústia e suor e pele mental
Tente se soltar das correntes
Desespero
Me ouça, se ouça, mate-o
Cala a boca, consciência, eu estou falando com ele!
Mentira. Você só está escrevendo. E morrendo. E ignorando.

Sexo

sexo
Eu te amo
Isto é foda
Paraíso de pele
Então me deixe ser grande
Sentir o coração na minha boca
Enfiar os dentes no prazer
Pegar baixo-cima
Loucura
Intenso, oh, yeah!
Deixa eu ser sexo!!!